Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007
JANELA DA ALMA
 

 

Abro as janelas de minha alma

E o vento/sonho que vem do leste faz voar os meus cabelos

tão desalinhados quanto os meus cabelos ficam meus pensamentos...

E as nuvens que eu vejo salpicadas no céu, com suas multiformas,

Ilustram o que a boca silencia

Fecho os olhos e olho para dentro

já não há onde esconder-me de mim...

 

Tudo tem o seu tempo determinado,e há tempo para todo o próposito  debaixo do céu.

Há tempo de nascer, e há tempo de morrer;

Há tempo de plantar, e há tempo de colher;(...)

Tempo de buscar, e tempo de perder;

Tempo de guardar, e tempo de lançar fora (...)

[Eclesiates]

 

Homenagem a D. Amélia , mãe da Rô Lima, que nos deixa cheios de saudades. Muita força minha querida amiga. Estamos contigo nesta dor.

 



DEVANEIOS Lili às 15:24
| E vc, o que me conta? | favorito

9 comentários:
De Martinha a 10 de Setembro de 2007 às 20:50
Gostei :)
Beijo Lili *


De Lili a 11 de Setembro de 2007 às 14:01
Q bom q gostou...
Bjocas


De Erika a 11 de Setembro de 2007 às 00:33
Que a sua amiga tenha o conforto D'Ele, querida.


Beijos


De Lili a 11 de Setembro de 2007 às 14:03
Eu estou orando muito para que deus dê a ela toda força necessária pra suportar tamanha dor.
bjocas


De marilia a 11 de Setembro de 2007 às 00:55
Oi Lili...
"Abro as janelas de minha alma, E o vento/sonho que vem do leste faz voar os meus cabelos"
è tudo o que desejo pra nós e todos os amigos..
vento, levesa, janelas abertas!!!
essa semana e sempre...bjos


De Lili a 11 de Setembro de 2007 às 14:05
Oi Mari
Eu desejo que não acha tempo ruim que nos obrigue a trancar essas janelas e que elas nunca deixem de mostrar um belísimo horizonte...
Bjocas


De alexandre a 11 de Setembro de 2007 às 13:33
Quando abrimos a janela estamos receptivos a tudo, estamos vulneráveis e também obrigados a aceitar tudo que nos é jogado na cara. Esta é uma metáfora muito bonita e corajosa das nossas lutas diárias para aprender a aceitar tudo aquilo que nos é ensinado pela vida. Abra as janelas quantas vezes for necessário, aceite o que a vida lhe traz e leva, assim sofreremos menos.
Beijos!


De Lili a 11 de Setembro de 2007 às 14:07
Belíssimo comentário...
As minhas janelas nunca se fecham, deixo-as por vezes entreabertas e que venha tudo q a vida achar q eu mereço...
obrigada pelo carinho!
Bjocas


De Ricardo Rayol a 11 de Setembro de 2007 às 17:20
apesar de que nada do que dissermos nessa hora irá aliviar a dor da perda fez uma bela homenagem


.EU PARTICIPO
.PROCURA AQUI
 
.FOI PARA O BAÚ

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.DÊ UMA ESPIADINHA
.subscrever feeds